sexta-feira, 27 de julho de 2012

Identidade – a importância do nome próprio para o aluno em processo de alfabetização


O que o aluno poderá aprender com esta aula

A escrita do nome próprio é uma das mais importantes conquistas do educando que entra no mundo das letras. Para ele, o conjunto de letras que compõe seu nome o representa, proporciona a percepção de si como um ser social, com um nome próprio que o representa, diz algo sobre sua identidade, sua filiação, sua história. A escrita do nome próprio tem papel fundamental no processo de alfabetização do educando, pois representa um passo importante de sua entrada no mundo da escrita.

O conhecimento do nome próprio tem duas consequências importantes para os educandos que estão em processo de alfabetização: uma escrita livre do contexto; uma escrita que informa sobre a ordem não-aleatória dentro do conjunto de letras.

A escrita do próprio nome representa uma oportunidade privilegiada de reflexão sobre o funcionamento do sistema de escrita, pelas seguintes razões: tanto do ponto de vista linguístico, como do gráfico, o nome próprio é um modelo estável; é um nome que se refere a um único objeto, com o que se elimina para o educando, a ambiguidade na interpretação; tem valor de verdade porque se reporta a uma existência, a um saber compartilhado por ambos, emissor e receptor; do ponto de vista da função, fica claro que identificar objetos ou indivíduos, com nomes, faz parte dos intercâmbios sociais de nossa cultura; a forma e o valor sonoro convencional das letras; a quantidade de letras necessárias para escrever os nomes; a variedade, a posição e a ordem das letras em uma escrita convencional; a realidade convencional da escrita o que serve de referência para checar as próprias hipóteses.

O trabalho oportunizará aos alunos além da conquista da escrita do próprio nome, a compreensão da escrita do próprio nome; momentos de reflexão sobre a escrita a partir de uma referência estável, o próprio nome; e compreensão da importância do nome próprio, suas letras, sua quantidade, variedade, posição e ordem.


Duração das atividades

O trabalho poderá ser desenvolvido aproximadamente durante um bimestre.

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

  • Roda de conversa para saber o que os alunos acham de seus nomes, se conhecem seu significado, sua história e de que outros nomes gostam;
  • Solicitar que pesquisem com seus familiares a história de seu nome.
Fonte: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/; GEEMPA

Exemplos de atividades


Desenvolver a primeira atividade utilizando os nomes de alguns alunos da sala. O aluno circulará os nomes que a professora ditar. 
A segunda atividade são modelos de fichas com os nomes de um mesmo aluno com variadas escritas que deve ser ide intificado entre fichas semelhantes para cada componente do seu grupo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário